sexta-feira

Habitas ...

Habitas e conduzes, soberano e envolvente, 
 os meus sonhos mais loucos e coloridos.
  Aprendi a desenhar teu rosto na lembrança,  
a resvalar minha face na tua, 
 olhar docemente nos teus olhos, 
 beijar com urgência a tua boca,  
aninhar-me em teus braços 
 e a dançar contigo a insana dança dos sentidos. 
 Faço-te meu e me entrego sem recato...  
Sou o que queres e quero o que tu és. 
 Quero o teu corpo e a tua alma... 
 Esta, para abrandar a minha  eterna procura da delicadeza.  
Aquele, para me sufocar de paixão. 
Postar um comentário