quarta-feira

A Lembrança de sua Presença

A Lembrança de sua Presença 
 O fato de sua presença ainda me deixa perdido
 São momentos evidentes de ausência de lucidez 
 Fico perplexo em pensamentos atrevidos 
 Trazendo-me à memória a beleza de sua nudez 
 Minhas mãos úmidas e trêmulas guardam 
 O perfume de sua intimidade em meus dedos 
O gosto de seus beijos meus lábios amortecidos calam 
 Aumentando em mim todo capricho de meus desejos 
Seu corpo se contorcendo a cada meu toque
 Desvenda quase que inconsciente todos seus mistérios 
 Valendo-me até mesmo o acalanto da morte 
 Depois de tê-la possuído em um incomparável privilégio 
 A sua lembrança continua em mim presente
 Sinto o seu calor persistente meu corpo consumir
 Falte-me ar e meu coração se descontrola palpitante
 Relembrando do instante de prazer único que senti 
 Autor: Jorge Jacinto da Silva Jr.
Postar um comentário